Catedral de Santa Fé - Zona Norte.

Ir em baixo

Catedral de Santa Fé - Zona Norte.

Mensagem  Admin em Qui Nov 06, 2014 12:51 pm

Localizada na Zona Norte da cidade, possui arquitetura majestosa, antiga. Foi a primeira grande construção de Santa Fé. Conta com Missas diurnas e noturnas.
As noturnas correspondem aos horários de: 19:00, 21:00, 23:00.


[img][/img]
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 186
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário http://rageacross.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Angel

Mensagem  Victor Krueger em Seg Nov 17, 2014 11:08 am

Ali estava sua vingança. Uma vida toda de amarguras e dores, encontrava seu fim no meio daquela pilha de cinzas. Suas roupas estavam cheias de sangue, o mesmo para sua boca, onde o sabor do sangue-azul ainda se perpetuava. Angel simplesmente não conseguia evitar uma risada estrondosa! Aquela sensação era libertadora, maravilhosa. Era difícil acreditar que, em apenas alguns segundos, o que foi o tempo que, com as garras dada a ela por certo alguém, eliminou aquela escória, sentir-se-ia tão realizada. Era como se um fantasma fosse exorcizado, e um peso fosse tirado de suas costas. Mas não todo ele. Ainda tinha mais para resolver. Ainda não estava segura... Mas aquilo, que tantas noites de sono tirou, que tanto a marcou, havia acabado...
Agora, tinha que sair dali. Não sabia quem comandava aquela cidade. Mas seja quem for, não gostará de ter um de seus membros assassinado por alguém de fora.   E o perigo havia chegado antes do que ela imaginava. E o aviso não foi dado com palavras, e sim com a sensação de algo pontiagudo se enterrando em suas costas. E quando não pôde falar, ou se virar pra reagir, ela percebeu que se tratava de uma estaca. Havia sido atacada por trás, com uma brutalidade incrível. E pior!! Não havia sequer notado quem a atacava. Mas teve uma pequena ideia, quando seu agressor começou a falar.

- You bitch!! Quem diabos pensa que é?!?!

A voz era horrível. Uma voz inumana, um tipo que ela já havia ouvido antes: Nosferatu. O ser começou a andar em volta dela. E caída de frente para o chão, como estava, pôde apenas ver as boas de couro que ele usava, e a barra da calça jeans surrada. Estava a mercê daquela criatura, e a experiência já havia a ensinado que estar a mercê de criaturas como aquela não era nada bom. De maneira nada delicada, ele a pegou pelos ombros, erguendo-a. Ali ela poderia ver aquela cara vermelha, com a aparência de queimada. Dentes tortos e de todos os tons entre branco, amarelo e preto. O fato do Nosferatu lamber insistentemente os próprios lábios não ajudava em nada na visão. Até que sua face ficou mais colérica, franzindo sua testa horrenda e expondo bem as presas, para então dizer entre risadas diabólicas.

- Não, você não sabe o que acabou de fazer, vadia... HEHEHE. Eu ouvi tudo... Achou que ia encontrar nosso amigo sangue-azul sozinho, né, puta imunda? Idiota! Ele fez algo pro seu irmãozinho, é? Fez??? Tsc... Ainda vai aprender o que é sofrimento de verdade.

A fala daquele ser era completamente nojenta. O prazer em sua face ao xingá-la, ao falar da desgraça dela. Era algo de enojar qualquer ser. Mas não apenas enojar, amedrontar também. Malditos ratos de esgoto!! Sempre difíceis de ver, até que seja tarde de mais. Ele a jogou sobre seu ombro, segurando-a pelas pernas, de forma a ficar com o tronco caído sobre as costas do Nosferatu, com aquela estaca grossa enterrada bem firme em seu peito. Com a mão livre, deu um tapa em uma das nádegas da Brujah, a apertando entre risadas antes de começar a caminhar para o que seria os fundos da igreja.

- Sabe, puta, eu vim aqui pra pegar uma... encomenda, com nosso amigo sangue-azul. O irmãozinho de alguém... Que agora vai ter que passar fome na cela por uns dias, até eu ter tempo de voltar aqui. Parabéns!! Mas até lá... vou ter você pra me divertir. Sim, sim!!! Hahaha!!!


_________________
2014-11-17 08:45:43 Angel rolls ? dice to Absorver ?????? [2 successes]
Nível de Vitalidade: Espancado
Bem, aqui começamos!! Considerei que ela dizia o motivo de estar ali enquanto matava o Ventrue!!
avatar
Victor Krueger

Mensagens : 4
Data de inscrição : 01/11/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Angel - Narração

Mensagem  Triss Stone ("Angel") em Seg Nov 17, 2014 5:56 pm

Angel ainda sentia o prazer de ter realizado a vingança que motivara sua vida e não-vida, seus olhos ainda deleitavam-se com a visão das cinzas do maldito padre dentro da batina que fora rasgada com suas garras, mas sabia que deveria partir rapidamente para não ser pega de surpresa por outros…

Que chegaram antes do que esperava!

Subitamente ela sente o impacto de algo lhe atravessando as costas na altura do coração, mal tivera oportunidade de qualquer reação. Quando ouve a voz de seu covarde agressor, via a inevitável ironia da vida agindo novamente contra ela.

“Um maldito rato de esgoto?!? Verme desgraçado!”

É erguida do chão pela criatura e logo é confrontada com aquela cara asquerosa de alguém que já tinha morrido e que deveria ter permanecido dentro do caixão. A medida que aquela coisa falava, Angel sentia seu sangue ferver, a besta agitando-se louca de vontade de picar aquele verme e dar o mesmo fim que o Ventrue tivera. Odiava ouvi-lo falar do seu irmão, odiava ouvir aquela voz e ver aquela cara de pesadelos. Caim deverá ter amaldiçoado os Nosferatu com o extermínio completo. Sempre traiçoeiros, sempre covardes. Sua vontade era de xingar e descer as garras naquele infeliz.

É então jogada nos ombros do maldito, sentindo nojo de ter seu corpo em contato com aquela coisa e pior, ainda ter sua bunda apalpada por aquele verme, mas o que vem a seguir é pior. Ele fala que tinha ido buscar uma “encomenda” com o sangue-azul, um irmãozinho de alguém e que iria passar fome agora por causa dela.

“Esse filho da puta maldito dos infernos! Está falando de uma criança? Esse verme era um comparsa do sangue-azul?! Ele também abusa de crianças?!”

Ah… se ela estivesse livre, se a besta ainda não tivesse se libertado, era provável que isso tivesse acontecido agora. Angel podia ser uma filha da puta, mas, se estivesse ao seu alcance, não permitia que ninguém abusasse de crianças. Talvez isso fosse algo que ainda a mantivesse afastada do domínio da sua besta interior. Vestígios de alguma humanidade, vestígios de uma certa dignidade que ainda habitava aquela alma morta-viva, mas que certamente já estava condenada aos infernos.

Afinal, talvez ela já estivesse a caminho dos infernos… O mais revoltante era imaginar que seria conduzida pra lá por um Nosferatu… Por um instante, pensa em Halley, nem poderia contar pra ela que tinha conseguido, que seu irmão estava, finalmente, vingado e que poderia descansar em paz, mas logo seus pensamentos se agitam novamente, enquanto era carregada pelo verme:

“Se ao menos essa merda saísse do meu peito… eu teria alguma chance… maldito, desgraçado, filho da puta, cuzão covarde! Me solta que você vai ver uma coisa seu desgraçado!”

Esbravejava mentalmente a Brujah. Era tudo o que lhe restava.
avatar
Triss Stone ("Angel")

Mensagens : 14
Data de inscrição : 16/11/2014
Localização : Around the world...

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Angel

Mensagem  Victor Krueger em Ter Nov 18, 2014 11:14 am

Aquela era uma situação terrível. Um misto de sensações toma a mente de Angel, quando medo, raiva e nojo se convergem em apenas um sentimento. Aquele Nosferatu continua caminhando, passando por algumas portas. Angel podia ouvir sua risada cruel, naquela voz horrenda a qualquer ouvido. Mais umas palmadas, apalpadas pela bunda e pernas de Angel, e ele ria mais ainda.

- Sim... você vai servir por uns bons dias, putinha...

E então, Angel pode sentir uma mordida em sua bunda. Nada que a tenha machucado, mas foi suficiente pra, em meio a tudo aquilo, fazê-la se sentir ainda mais irada e humilhada. Ela pode ouvir um portão de ferro se abrindo, e em seguida, a porta de um carro. E finalmente, vê-se livre do contato direto com ele, quando jogada no banco traseiro de um carro, ainda imóvel, ainda impotente. O sujeito toma o banco de motorista, ligando o carro e dando partida, colocando uma música de som ríspido. Mesmo não entendendo nada, Angel poderia reconhecer uma sonoridade mais alemã. Ele cantava junto, o que transformava aquela música em um coral do inferno.


________
Continue em RUAS - ZONA NORTE
avatar
Victor Krueger

Mensagens : 4
Data de inscrição : 01/11/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Catedral de Santa Fé - Zona Norte.

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum