Ruas – Região Central

Página 7 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ir em baixo

Kaoro - Narracao

Mensagem  Kaoro Ryune em Qui Maio 22, 2014 9:32 pm

Kaoro passava pela rodoviaria caminhando a coisa menos de 100 metros. Ele se aproximava ja vendo alguns sujeitos que falavam sem cerimonia alguma coisas que nao era importantes para o Garou. Ele observa o estilo Rapper Gangster dos caras e observou tambem o homem grande e gordo que aparentava ser um seguranca. Visivelmente ele tinha uma arma, nao sabia se no Mexico era permitido andar assim abertamente com armas.

Kaoro se aproxima, o guarda costas nao o intimidava, de modo que estava tranquilo, mas obviamente ele nao o deixaria passar sem se identificar.

Ele diz ao guarda costas que pode perceber o sotaque asiatico.

- Boa noite, estou sendo esperado aqui por Ajeera.

O japones fitava o guarda costas calmamente nos olhos, nao demonstrando afronta mas obviamente nao tinha nenhum pingo de submissao em seu semblante.
avatar
Kaoro Ryune

Mensagens : 20
Data de inscrição : 01/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Kaoro

Mensagem  Narração em Sab Maio 24, 2014 12:34 am

- Tá ali, chefia

O homem apontou para um canto. Ali estava uma mulher magra, alta, com inconfundíveis traços norte africanos e pele negra. Seus cabelos eram curtos, e ela não parecia ostentar nenhum tipo de adorno ou maquiagem. Apenas roupas que provavelmente escondiam algo. Se Kaoro a olhasse, perceberia sobre si um olhar intenso. A mulher estava com seus braços cruzados, assim como as pernas. Entre todos os que fumavam ali, ela era a única que fumava em um longo e fino cachimbo.
avatar
Narração

Mensagens : 317
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Desembarque

Mensagem  Noh-Tante em Ter Maio 27, 2014 11:59 am

" E esse é o ápice da evolução do homem branco. Cria máquinas grandes de aço, capazes de voar como os antigos pássaros-trovão. Mas suas cidades são feias, cinzentas e os animais que restam estão morrendo. Nenhum povo sofreu mais com o racismo que o nativo-americano. Quando foi a última vez que você viu dois índios juntos? Caramba, eu já vi um urso polar andar num triciclo, mas nunca vi uma família de índios relaxar num Mac Donald's num domingo à tarde."

 * Falando consigo mesmo *

- Tenho que procurar um táxi e visitar o velho coiote. Faz dois anos que fui pra L.A e não vi a pequena desde então. A medicina é um trabalho que ocupa o tempo e rende bastante dinheiro, mas não dá a mesma satisfação que ser o curandeiro da tribo dava."

* Chama um Táxi *

- Senhor, preciso que me leve até o hotel Maria Condesa.
avatar
Noh-Tante

Mensagens : 41
Data de inscrição : 17/01/2013
Idade : 26
Localização : México

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Noh-Tante

Mensagem  Narração em Qui Maio 29, 2014 5:57 pm

O taxi não demorou pra chega diante do recém chegado. O taxista disse de maneira animada, com um suave cheiro de tequila em seu hálito.

- Opa, vamo pra lá!

Assim que Noh-Tante entra no taxi, o homem começa a dirigir. Parecia um tanto apressado, chegando a desrespeitar algumas leis do trânsito, em especial aquelas relacionadas a setas.

- O sinhô é meio índio, né?
avatar
Narração

Mensagens : 317
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas – Região Central

Mensagem  Noh-Tante em Sex Maio 30, 2014 3:22 pm

- Meio não meu amigo, sou 100% apache. Nasci numa reserva no Texas, mas tem uns 10 anos que saí de lá pra praticar medicina. O senhor tem algum cartão com telefone ou algo do tipo? Posso precisar de um táxi mais tarde. Estou na cidade para visitar um velho amigo e sua filha.

Nesse momento, Noh-Tante deixa aparecer certo ar de tristeza no seu rosto calmo. Ele pensa na filha, que não sabe quem é seu verdadeiro pai, mas vê no velho índio Cervo Branco uma  figura paterna melhor que Noh-Tante jamais poderia ser.

- Saberia de algum restaurante bom para se comer na cidade? Nada de comida mexicana por favor, meu estômago não aguenta.
avatar
Noh-Tante

Mensagens : 41
Data de inscrição : 17/01/2013
Idade : 26
Localização : México

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Noh-Tante

Mensagem  Narração em Sab Maio 31, 2014 12:13 am

- Claro, doutor! Tenho cartão sim.

O homem passou um cartão pra trás, para que o índio o pegasse. Ele continuou dirigindo, parando em um semáforo, ajeitando o retrovisor. Riu um pouco e respondeu.

- Esse hotel tem um restaurante muito bom! Parece que tem de tudo lá.
avatar
Narração

Mensagens : 317
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kaoro - Narração

Mensagem  Kaoro Ryune em Ter Jun 03, 2014 3:09 pm

Kaoro se aproximava da mulher com um olhar intenso, séria com apenas ela fumando o cachimbo. Ele mantinha-se calmo e dava passos com o mesmo temperamento em direção à mulher. Ela tinha um ar misterioso, isso era interessante, o mistério sempre intrigou o Theurge.

Ao se aproximar, o Peregrino apenas disse:

- Senhora Ajeera?

E em silêncio esperou a resposta da mulher.
avatar
Kaoro Ryune

Mensagens : 20
Data de inscrição : 01/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas – Região Central

Mensagem  Noh-Tante em Ter Jun 03, 2014 8:30 pm

Tenho que encontrar o A.J logo. Quanto menos tempo eu passar nessa cidade melhor. Não gosto de lugares não-familiares.

- Muito obrigado senhor, pode me largar por aqui mesmo. Aqui 20 dólares como gorjeta. Mais tarde, caso necessário, eu ligo para o senhor novamente. Até lá...

* Estende a mão sobre a cabeça do motorista , fecha os olhos e começa uma antiga reza apache."
avatar
Noh-Tante

Mensagens : 41
Data de inscrição : 17/01/2013
Idade : 26
Localização : México

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Kaoro

Mensagem  Narração em Qua Jun 04, 2014 9:13 pm

- Sente-se, Kaoro.

Ela puxou uma cadeira pra ele, sem se levantar. Deu mais um trago no cachimbo e o colocou sobre a mesa, entrelaçando seus dedos.

- É bom ver mais um dos nossos por aqui. Essa cidade demanda... atenção especializada.

avatar
Narração

Mensagens : 317
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kaoro - Narracao

Mensagem  Kaoro Ryune em Qua Jun 04, 2014 9:31 pm

Ajeera puxa a cadeira para o japonês assim que permite que este se sentasse. Kaoro simplesmente sentou-se e observou o fumar de cachimbo de Ajeera. Apenas seus glóbulos se moviam observando o cachimbo e não se incomodando do cheiro de fumo. O velho Gankappo também fumava as vezes, já estava acostumado, porém lembrar disso atiçou um pouco da tristeza em seu coração e a raiva também.

Cruzou as pernas em um 4 e recostou na cadeira atento às palavras da Peregrina.

- O que está acontecendo com ela?

Disse brevemente com sua habitual seriedade.
avatar
Kaoro Ryune

Mensagens : 20
Data de inscrição : 01/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Kaoro

Mensagem  Narração em Qui Jun 05, 2014 7:41 pm

- Tudo o que você pode imaginar, e mais um pouco, saindo do subsolo da cidade. Não estou aqui há muito tempo. Alguns meses, apenas, e já me inteirei de tudo. Essa já foi uma terra sangrenta, e os rituais Uktena pararam de ser feitos há séculos.O que estava preso, aos poucos se solta. Teremos problemas aqui, dos grandes. O Caern mais próximo é de um valor enorme, o que deixa tudo ainda mais complicado. Receio que sem grande ajuda estrangeira, não será possível proteger o Caern.

Ela disse de maneira pesarosa. Um Caern grande não era algo facilmente descartável, e um daquele tamanho, perto de um lugar tão perigoso, era de enlouquecer qualquer um.
avatar
Narração

Mensagens : 317
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kaoro - Narracao

Mensagem  Kaoro Ryune em Qui Jun 05, 2014 8:01 pm

Kaoro escutava com atenção a declaração de Ajeera, parecia que algo grande realmente estava para acontecer. Kaoro não conhecia muito dos rituais Uktena, não conhecia muito de nada... Enigma Noturno não teve tempo de explicar a ele tudo o que precisava lhe restando apenas deixar seu contato.

- Eu entendo.

Ele dá uma breve pausa e tomba a cabeça para baixo, fecha olhos cruzando os braços e diz:

- Eu não vim para o Mexico para me comprometer com nada... Nada além do compromisso que fiz comigo mesmo desde a minha infância. Mas...

Ele reabre os olhos fitando o chão com o um olhar triste.

- Desde que... Saori, e o velho Genakappo se foram...

Seu olhar transformar-se em um olhar doloroso.

- Os Garou foram a unica Familia que me acolheram.

Ele então olha para Ajeera, seu olhar era severo, determinado.

- Eu já perdi duas familias, Senhora Ajeera. Não irei perder outra. O que posso fazer para ajudar?
avatar
Kaoro Ryune

Mensagens : 20
Data de inscrição : 01/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Noh-Tante

Mensagem  Narração em Ter Jun 10, 2014 2:13 pm

- Hehe, obrigado!

Ele disse, animado pela gorjeta, mas logo pareceu um tanto confuso com o que Noh-Tante fazia. Enquanto isso, ele parou o carro ao lado de uma calçada, já destrancando as portas. Permaneceu em silêncio. Parecia sem saber o que fazer naquele momento. O apache já estava livre para seguir seu caminho.

avatar
Narração

Mensagens : 317
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Kaoro

Mensagem  Narração em Ter Jun 10, 2014 2:19 pm

Ajeera finalmente sorriu. Ela se levantou, tocando o ombro de Kaoro e dizendo em voz baixa.

- Venha comigo. Darei mais detalhes sobre nossa situação. E se possível, o mostrarei algumas coisas.

avatar
Narração

Mensagens : 317
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kaoro - Narracao

Mensagem  Kaoro Ryune em Ter Jun 10, 2014 2:31 pm

Kaoro se levanta prontamente e silenciosamente segue com Ajeera, não se precipitando em imaginar o que poderia estar acontecendo, pois seu conhecimento era pouco e mesmo todo o conhecimento que poderia ter de mais obtido ainda era insuficiente em um mundo que nada era o que parecia ser.
avatar
Kaoro Ryune

Mensagens : 20
Data de inscrição : 01/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas – Região Central

Mensagem  Noh-Tante em Ter Jun 10, 2014 2:52 pm

- Hahahahahhahahahaha. Acalme-se meu amigo. É apenas uma reza antiga do meu povo, para que você não chegue ao outro mundo tão rápido quanto dirige.  Obrigado pelo passeio!

Noh se dirige ao lobby do hotel e se dirige à recepcionista.

- Bom dia, eu fiz uma reserva de uma suíte na ala leste, no 8º andar, em nome do Dr. Noh-Tante.

Enquanto aguarda que a recepcionista localize os dados referentes à reserva, Noh saca do bolso seu smartphone e procurou na agenda o telefone da pequena mercearia do seu velho amigo.

avatar
Noh-Tante

Mensagens : 41
Data de inscrição : 17/01/2013
Idade : 26
Localização : México

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Kaoro

Mensagem  Narração em Ter Jun 17, 2014 11:42 am

Lá fora, Ajeera suspira. A rua estava bem movimentada, afinal, era o centro de uma capital. Ali, o tipo gangster era comum. Grupos diferentes em cada canto. Um clima denso, como se algo estivesse para acontecer, o tempo todo. Essa era a Cidade do México. Depois de caminhar uns 3 minutos, ela finalmente fala.

- Você sabe da missão de nossa Tribo: encontrar uma forma de voltar para nossas terras ancestrais, nos livrarmos da maldição de Set... Afinal, é o que temos feito há 3 mil anos. Estamos bem longe do Egito, mas aqui existe algo interessante: os cadáveres ambulantes que formam as fileiras de Set são abundantes aqui. Não sei exatamente se são servos diretos de Set. Eles são um problema nessa cidade. Mas não são a prioridade.
avatar
Narração

Mensagens : 317
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Noh-Tante

Mensagem  Narração em Ter Jun 17, 2014 11:47 am

- Seja bem vindo, Dr! Espero que a viagem tenha sido agradável!

Disse a recepcionista, sorrindo de maneira carismática. Então ela começou a checar as informação em um notebook, o que não demorou muito. Quando notou que Noh-Tante estava mexendo em algo, ela espera, mantendo seu sorriso. O apache não demora a encontrar o telefone ali. Ela então fala, após pegar o cartão magnético com um chaveiro indicando o quarto.

- Aqui está, Dr. Noh-Tante, espero que a estadia seja memorável! O restaurante é fácil de encontrar, e de enorme qualidade. A piscina é de livre acesso, e o quarto é equipado com tudo o que possa precisar para diversão caseira!
avatar
Narração

Mensagens : 317
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kaoro - Narracao

Mensagem  Kaoro Ryune em Qua Jun 18, 2014 9:34 pm

Kaoro havia saído junto de Ajeera para as ruas novamente, onde observava melhor o clima tenso destas ruas. Era perigoso para uma pessoa comum ficar por alí, qualquer olhada torta poderia ser um convite para a violência gratuita, de modo que Kaoro mantem-se atento apenas à Ajeera, uma confusão era extremamente desnecessária.

Escutando sobre tais coisas que ele não sabia o Peregrino apenas deixa a conversa fluir e as perguntas seriam deixadas para o momento dedicado à elas. O Peregrino asiático responde com uma pergunta:

- Então qual é?
avatar
Kaoro Ryune

Mensagens : 20
Data de inscrição : 01/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Kaoro

Mensagem  Admin em Sab Jul 05, 2014 7:57 pm

Ajeera parou de caminhar em uma rua mais escura, onde se aproximou de um carro. Tirou a chave do bolso, dando o bip pra destrancar. Ela suspirou, apontando para o chão.

- Você conhece a história dessa cidade? A Wyrm se banqueteia nessas terras desde muito tempo antes dos espanhóis chegarem. Se banqueteando, crescendo... Abaixo dessas ruas, nos esgotos, e nas ruínas astecas, a corrupção borbulha, crescendo como uma massa pastosa em um caldeirão. Espirais, Fomori. Em poucos lugares do mundo eles são tão fortes quanto são aqui. Até mesmo os Fantasmas são mais macabros. Eu já tive contato com alguns que arrancaram o calor de minha alma, e que por pouco não me arrastaram para a obscuridade gélida da morte. Não é uma cidade pra qualquer um...

Ela então entrou no carro, apontando para que Kaoro também entre.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 186
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário http://rageacross.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kaoro - Narração

Mensagem  Kaoro Ryune em Qua Jul 09, 2014 7:02 pm

Kaoro adentrava no carro junto com Ajeera escutando suas palavras, ele infelizmente não compreendia tanto assim. Compreendia que a situação era grave mas não saberia definir a gravidade, e talvez houvessem detalhes que nem Ajerra soubesse que poderiam alterar tudo. Kaoro responde:

- Eu já fui avisado dos perigos que enfrentaria a partir do dia da minha primeira mudança, embora só tenha enfrentado um deles.

Kaoro lembrava-se da sensação da raiva percorrendo todo o seu corpo como chamas que aqueciam sua alma em prol do combate mortífero com a Mulher Demônio. Por um instante seu semblante muda lembrando que sua primeira mudança foi a favor do ódio e da fome de carnificina. Lembrava perfeitamente daquele rosto e jamais esqueceria da Shinigami que assombrara sua vida e da expressão de medo que ela havia feito ao ver Kaoro ser levado pela fúria de Gaia.

O Japonês fecha os olhos brevemente tentando deixar a mente esvair e coisa de dois segundos depois os reabre e pergunta a Ajeera.

- Estamos indo ao Caern?
avatar
Kaoro Ryune

Mensagens : 20
Data de inscrição : 01/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Kaoro

Mensagem  Admin em Seg Jul 14, 2014 5:34 pm

- Sim, estamos. Quanto mas rápido for integrado, melhor. Não quer andar sozinho por essa cidade. É morte certa.

Ela deu partida, dirigindo rápido entre aquelas ruas, que estavam pouco movimentadas. Mais ônibus do que carros, e não eram muitos.

- Todos os perigos dos quais foi avisado... é provável que os encontre aqui, e com certeza algumas outras coisas das quais jamais ouviu falar.

Mais alguns minutos, e ela reduziu a velocidade, apontando para uma casa noturna de temática aparentemente egípcia, com alguns homens na porta, conversando de forma a manter suas palavras em segredo.

- Outra coisa que devemos investigar. Os arautos de Set talvez tenham finalmente rastejado nessa direção.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 186
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário http://rageacross.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kaoro - Narração

Mensagem  Kaoro Ryune em Seg Jul 14, 2014 7:48 pm

Kaoro assente quando ela afirma que era melhor se integrar rápido em um bando.

O japonês observava os ônibus na estrada enquanto seguiam, que eram bem mais numerosos que os carros.

Quando Ajeera fala que provavelmente todos os perigos que foi avisado poderiam ser encontrados ali, Kaoro olha para a capa de guitarra que dentro continha sua katana. Ele abre o ziper permitindo que Ajeera veja o que tem dentro, mas não retira a espada para fora.

- Se é assim, precisarei disto mais do que nunca.

Assim que ela vê, ele fecha o ziper, era a espada do velho Genkappo, a espada que a Mulher Demônio havia usado para assassinar seu mestre. Aquela espada era especial, não podia nunca perdê-la.

Ao meio do caminho eles reduziam velocidade logo passavam por um clube um tanto egipcio. Haviam alguns homens na porta conversando como pragas entre si, mantendo seus assuntos ocultos.

Kaoro olhou bem para aquele lugar, um olhar firme e atento e perguntou:

- Fala deles como inimigos. Acredito que seja o mesmo Set que a senhora disse antes. Quem exatamente são eles?

avatar
Kaoro Ryune

Mensagens : 20
Data de inscrição : 01/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Kaoro

Mensagem  Admin em Ter Jul 15, 2014 11:42 am

Ajeera arregalou os olhos, como se não acreditasse no que estava vendo. Continuou dirigindo, acelerando um pouco mais, pegando uma via rápida.

- Não conhece Set? Bem, Set, ou Sutekh, era um cadáver, vampiro, seja lá como decidir chamar, muito antigo, muito poderoso. Era com ele e seus filhos deformados que disputávamos as terras do Egito. Nós vencemos a última batalha, mas perdemos a guerra. Antes de cair perante as garras de Shu-Horus, um antigo irmão de nossa Tribo, Set amaldiçoou nosso sangue, a nunca mais descansar nas terras dos Egito, e a nunca mais ter contato com nossos ancestrais. É por isso que vagamos pela terra dos mortos. Eles têm que estar em algum lugar.
____________________
Continue na REGIÃO SUDESTE
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 186
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário http://rageacross.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas – Região Central

Mensagem  Noh-Tante em Qua Jul 16, 2014 11:53 am

Dirigindo-se ao seu quarto, Tante nota o quão miscigenada é a população da cidade. Nos corredores vê-se toda sorte de pessoas, desde ricos empresários Norte-Armericanos, até gente do leste europeu. Brancos, negros, cajuns, inuits, pessoas de vários credos e cores se misturam à vida na cidade. Mas o seu povo está quase esquecido. As velhas tradições foram trocadas por celulares e tablets, os curandeiros trocados por planos de saúde com cobertura odontológica (não que ele deva reclamar, eles pagam muito bem), suas cabanas nos velhas escarpas do deserto vermelho foram substituídas por apartamentos de 100m² com ar-condicionado e a antiga sabedoria do seu povo, com suas histórias foram trocadas por internet banda larga via satélite.

- Nada disso faz justiça ao que nós já fomos. Estávamos aqui primeiro, e espero que estejamos aqui quando tudo acabar.

Ele então chega até seu quarto, e pegando seu celular no bolso, faz uma ligação para seu velho amigo.

- Sim, já estou na cidade........você quer que eu vá até aí?.......Não, preferia que vocês viessem até o hotel, eu trouxe um presente pra ela..........a loja? ok, então eu vou até aí..............qual o endereço mesmo?
avatar
Noh-Tante

Mensagens : 41
Data de inscrição : 17/01/2013
Idade : 26
Localização : México

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas – Região Central

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 7 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum