Ruas – Região Central

Página 8 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8

Ir em baixo

Kaoro - Narração

Mensagem  Kaoro Ryune em Qua Jul 16, 2014 7:12 pm

O Peregrino observa o arregalar de olhos de Ajeera e imediatamente fica alerta tentando procurar o que havia a alarmado, mas não houve tempo, logo a veterana pisava mais fundo no acelerador saindo do ambiente e pegando a via rápida deixando Kaoro em dúvidas.

Antes que o Japones pudesse perguntar, Ajeera contava uma parte da história de sua tribo, história essa que justificava um pouco do que Enigma Noturno havia o contado.

- Entendo... Enigma Noturno havia me dito que tínhamos grande ligação com a Umbra, quase mais do que as outras tribos. Então não a possuímos mais devido à essa maldição.


Ele dá uma breve pausa e continua:

- O que tinha visto naquela casa?
avatar
Kaoro Ryune

Mensagens : 20
Data de inscrição : 01/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ruas ― Região Central

Mensagem  Dave Brown em Dom Jul 20, 2014 5:06 pm

Interações com a Narração.
Em Hominídeo.

A velha moto de Brock havia passado no teste com poucas avarias, o que era minimamente esperado de um veículo que tinha atravessado cerca de 2000 quilômetros até a Cidade do México. Havia enfrentado dias bastante ensolarados e algumas vias em má condições – principalmente quando atravessara as fronteiras. No fim, tudo estava bem; ou pelo menos, quase.

Dave também havia se saído muito bem naquele novo desafio. Estava um pouco cansado pela viagem, as noites mal dormidas em motéis de estrada, mas nada que um descanso merecido não melhorasse. “Ou alguns copos de uma cerveja “beeeeeem” gelada!", pensou o jovem Fianna quando avistou um bar de esquina. Ele estaciona a moto perto de outras, retirando o capacete para adentrar o estabelecimento. Era um jovem mestiço como qualquer um dali, se não fosse pelo verde intenso que possuía nos olhos. Era seu atestado de pureza, por assim dizer. Os resquício da luta de seus antepassados poderia ser encarada dentro daquelas íris hipnotizantes.

O jovem, então, adentra recinto, sentando no balcão do barman. Ele pousa o capacete no colo; havia também uma mochila em suas costas. Era tudo o que tinha. Ele acena para o homem meio careca do outro lado do balcão:

Cara, tem como me arranjar uma garrafa gelada de cerveja? A melhor que tiver por aí, por favor.

Enquanto esperava o pedido, Dave suspira profundamente. Tinha coisas a fazer naquela cidade; na verdade, uma pessoa à procurar. Precisaria começar isso o mais rápido possível, mas não antes de se apresentar aos seus irmãos e beber o que havia pedido. Não nessa ordem, é claro.

Ela dá um gole na bebida entregue. Não era das melhores, mas ao menos estava gelada. Deu outro e, enquanto a bebida descia a sua garganta, sacou o seu celular do bolso. Um dos membros de sua Tribo em Nova Orleans falou que ele poderia encontrar com um tal de Aron quando chegasse. Ele encontra o número que o mesmo havia lhe passado, ouvindo a chamada ser completada pelo aparelho. Estava na hora de conhecer a Tribo do Gamo naquela cidade.
________________________________________________________________________________________________________
.
avatar
Dave Brown

Mensagens : 10
Data de inscrição : 26/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Noh-Tante

Mensagem  Admin em Ter Jul 22, 2014 5:51 pm

- O endereço é XXX-XXXX

Disse o amigo de Noh-Tante, em um tom bem entusiasmado. Embora o índio pudesse notar um excesso de simpatia na voz do mesmo.

- Venha logo! Ela está louca pra vê-lo!

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 186
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário http://rageacross.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Dave

Mensagem  Admin em Ter Jul 22, 2014 8:01 pm

- Claro, patrão!

Disse o homem atrás do balcão. Ele se aproximou de uma geladeira, e ali pegou uma lata de cerveja, abrindo-a e colocando-a diante do Fianna, que não tarda a bebê-la. Ao telefonar, ele perceberia que a ligação cai em caixa postal.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 186
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário http://rageacross.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ruas ― Região Central

Mensagem  Dave Brown em Ter Jul 22, 2014 8:49 pm

Interações com a Narração.
Em Hominídeo.

Entre um dos tantos goles que dera naquela bebida má fermentada, Dave escuta a melodiosa e atraente voz do outro lado da linha anunciando que a ligação cairia na caixa postal. “... ‘e será cobrada após o sinal’. Eu já sei!”. Assim, o Fianna não tinha muita escolha a não ser deixar um recado:

-
Aron? Você não deve me conhecer, ou talvez conheça; eu não sei como se dá a comunicação entre os grupos irmãos de outras cidades. Sou o Dave. Tô chegando de Nova Orleans agora, parei em um bar aqui no centro da cidade pra molhar a garganta. Então, quando tu ver essa mensagem, me ligue ou me mande uma mensagem. Valeu!

Com um espanhol-mais-ou-menos, o Theurge deixa um recado para o contato que havia recebido dos irmãos tribais. Havia tomado cuidado com as palavras que usava, afinal não ia ser nada legal saber que o barman estava perguntando a torto e a direito que grupo era esse de nome Fianna. Ou Garou. Estava num lugar público e todo o cuidado era pouco.

Sem saber o que fazer naquele instante, Dave apenas pede mais uma cerveja, daquelas sem graça que o haviam dado, desejando ansiosamente encontrar algum filho do Gamo que tivesse um bom estoque de Hidromel para compartilhar. A única vez que bebeu um desses foi após seu Ritual de Passagem, em uma comemoração com seus irmãos, tendo a certeza que tinha tido uma experiência única.

Enquanto o barman não trazia o pedido, o Garou observava o movimento do recinto. Talvez uma jovem muy guapa estivesse sozinha precisando de um ombro amigo, quem sabe.
________________________________________________________________________________________________________
Uma descriçãozinha do recinto e das pessoas. rs
avatar
Dave Brown

Mensagens : 10
Data de inscrição : 26/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Dave

Mensagem  Admin em Qui Jul 24, 2014 2:23 pm

O bar era um típico boteco latino. Não haviam muitas pessoas. Alguns sujeitos bebiam sozinhos, com aparência de pai de família, com seus bigodes e alguns já saindo do bar. Haviam alguns grupos, compostos por pessoas mais jovens, especialmente rapazes, que falavam alto. As únicas mulheres ali estavam em uma grande mesa, duas. Acompanhadas de 4 sujeitos de aparências nada amigáveis. Três deles eram de tamanho normal, e um deles era um cara assustadoramente gordo, com uma grande trança. Todos riam e fumavam, e Dave poderia evr a mesa já cheia de copos vazios.
O barman não demora a trazer a cerveja pedida, já dizendo.

- Aqui, chefia. Não quer um tira gosto não? Aqui tem tudo. Linguicinha, torresmo, o que quiser.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 186
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário http://rageacross.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ruas ― Região Central

Mensagem  Dave Brown em Sex Jul 25, 2014 9:13 pm

Interações com a Narração.
Em Hominídeo.

O Fianna agradece com ao barman acenando com o copo repleto da bebida dourada:

-
Obrigado, cara, mas acho que vou ficar só com as cervejas por hoje. Mas eu vou querer uma informação rápida: tu conhece algum lugar pra passar a noite aqui perto? Um lugar barato, senão eu vou ter que parar de beber antes que fique sem dinheiro suficiente!

O jovem ri alto, virando de vez o copo cheio, que foi completado. A olhada pelo salão revelou que aquele com certeza não era o “point da galera”; alguns homens se espalhavam pelos grupos nas mesas, bebendo e jogando conversa fora. Mas o grupo que chama a atenção do filho do Gamo era com certeza aquele das duas únicas mulheres do recinto. Quatro homens as acompanhavam, riam e bebiam mais do que qualquer um ali. A atenção do Theurge se prendeu por longos segundos no homem obeso com uma longa trança, que mesmo sendo daquele comprimento não conseguiria dar uma volta completa em sua cintura. O pensamento cômico faz Dave dar uma nova gargalhada.

Na verdade, ele estava bastante entediado. Aron não atendê-lo diminuía as chances do mesmo encontrar com algum igual naquela noite. E isso talvez fosse perigoso se a Ciudad do México fosse realmente tão perigosa como as pessoas diziam.
________________________________________________________________________________________________________
.
avatar
Dave Brown

Mensagens : 10
Data de inscrição : 26/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Dave

Mensagem  Admin em Sab Jul 26, 2014 3:18 pm

- Olha, aqui mesmo tem um quartinho nos fundos. Não é grande coisa não, mas é barato, e os ratos ficam só na cozinha!

O homem riu, chegando a lacrimejar um pouco. Ele começou então a passar um pano pelo balcão, esperando pela resposta de Dave.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 186
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário http://rageacross.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ruas ― Região Central

Mensagem  Dave Brown em Sab Jul 26, 2014 4:02 pm

Interações com a Narração.
Em Hominídeo.

- Era exatamente o que eu estava procurando, cara! Se tiver um chuveiro quente eu vou gostar mais ainda.

O Fianna acompanhou o barman com mais umas boas risadas, virando o último gole de sua cerveja. Ele tinha uma idéia para diminuir a sua espera, mas precisaria de privacidade. O quarto do boteco de quinta seria ideal. Assim, ele volta a falar:

-
Vamos fazer o seguinte: você me serve mais uma cerveja e aí nós vamos até esse tal quarto. Eu vim de longe... e tô precisando descansar também.

Enquanto o homem não lhe respondia e voltava com seu pedido, o Fianna dá uma nova olhada para o grupo chamativo. As mulheres já nem lhe chamavam mais a atenção, sendo o seu foco o gorducho de trança. Aquela junção lhe parecia estranha de algum modo que ele ainda não havia decifrado. Ainda.
________________________________________________________________________________________________________
.
avatar
Dave Brown

Mensagens : 10
Data de inscrição : 26/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Dave

Mensagem  Admin em Ter Jul 29, 2014 12:51 pm

- Claro!

O homem serviu mais uma daquelas cervejas de gosto comum e nada especiais. Depois de beber, Dave foi guiado para os fundos do bar. Ali havia um quartinho, com uma cama de solteiro que ocupava quase metade do quarto. E em frente ao mesmo, um pequeno banheiro, com chuveiro.

- Só não tem água quente, mas fez sol o dia inteiro, então a água não deve tá muito gelada não!

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 186
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário http://rageacross.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ruas ― Região Central

Mensagem  Dave Brown em Sab Ago 02, 2014 6:30 am

Interações com a Narração.
Em Hominídeo.

Dave termina a "saidera" da noite. O cansaço não permitia que ele insistisse em uma chegada fenomenal na Ciudad del México~, tampouco na procura por seus irmãos. Pelo menos não fisicamente, e ele sabia muito bem como burlar isso. Assim que o barman o leva até o quarto, o Fianna se despede do mesmo, dando uma olhada no aposento:

-
Valeu, cara! Tu me fez um "favorzão" mesmo.

De fato, o espaço não era muito extenso, mas seria suficiente para fazer o que ele estava pensando. Com a saída do mortal, o Theurge decidiu que primeiro tomaria uma rápido banho de ducha. Felizmente, Dave sentiu a água morna descer sobre seu corpo ao ligar o fluxo de água, agradecendo pelo homem estar correto. Um banho frio àquela hora seria dez mil vezes pior do que enfrentar qualquer inimigo.

Limpo, o Garou veste apenas uma bermuda leve, sentando-se rapidamente na cama depois de se certificar que a cortina da janela estava muito bem fechada. Não era das melhores, claro! Mas daria um ótimo espaço para ele executar seus ritos. Trazendo a mochila para perto, ele começou a retirar algumas coisas, dentre elas uma garrafa rústica, revestida em couro, com várias inscrições feitas à ponta de faca. Olhos perceptíveis e habilitados perceberiam que eram glifos da Nação Garou. Ele também retirou uma lata de coke sem o fechamento superior, na qual ele preencheu com água da torneira.

Ao voltar ao quarto, ele finalmente sentou-se no chão na posição de lótus, colocando a lata diante de si. Ele suspirou profundamente, num típico pré-rito, fechando os olhos lentamente. Quando os abriu, ele começou a entoar pequenos mantras:

-
Alvoku la spiritoj al mi! Alvoku la spiritoj al mi! Alvoku la spiritoj al mi!

Eram palavras aprendidas durante seu treinamento, repetidas incessantemente por vários minutos. Em situações de perigo, ele não teria tanto tempo para isso, o que tornaria o elo muito fraco e a probabilidade de um erro muito maior. Felizmente, não era o caso. Foram quase uma hora repetindo as palavras, diante de uma concentração considerável.

Quando achou estar pronto o lua crescente abriu um pequeno corte em sua mão direita com um canivete comum. Ele fechou o punho sobre a lata com água, deixando pingos de sangue percorrerem até o espelho cristalino até então intocável. As primeiras gotas de sangue caíram profundas, viajando até o fundo do recipiente. Uma sensação diferente se instalou no quarto; talvez fosse intraduzível para mortais, mas para um ritualista como Dave era apenas a preconização do sucesso.

Ele rapidamente se ergueu, tomando cuidado para não derrubar a lata com água e sangue, que funcionava como um chamariz espiritual. Quando achou devido, ele rasgou a Película diante do espelho do banheiro, de onde um corvo extremamente negro como a noite saiu, como se aquela fosse uma janela qualquer. O espírito-corvo batia sua asas delicadamente, pousando sobre a cabeceira da cama. O mesmo olhava desejoso para o seu conjurador, que logo se fez ouvir através da língua dos espíritos:

-
Espírito-corvo, obrigado por atender aos meus chamados! Eu preciso de uma ajuda, que será muito bem recompensada, prometo. Preciso que leve uma mensagem aos outros filhos do Gamo, aqueles que se intitulam como Fiannas nessa cidade. Sei de seu elo para com os totens que minha Tribo tanto estima, por isso chamei justamente a ti! Leve pelos ventos a mensagem de que um novo irmão chegou a essa cidade e espera uma resposta deles. Diga-os que me refugiei bem e que poderei encontra-los tão logo o sol raie, ou até mesmo antes que ele se faça presente. Se me trouxeres uma resposta eu prometo compartilhar contigo um pouco de minha energia espiritual.

O espírito rapidamente grunhiu palavras em resposta, que o Fianna entendeu como um "aceito!".

-
Então, vá!

Tão logo falou, o espírito-corvo tratou de desaparecer do ar como fumaça, levando consigo a mensagem que Dave esperava ser entregue. Ele reconheceria os seus, sem dúvida, afinal não há criatura semelhante a um filho do Gamo em lugar algum.
________________________________________________________________________________________________________
Ritual de Conjuração feito com sucesso.
Caso uma resposta volte, o espírito receberá um ponto de Gnose.
avatar
Dave Brown

Mensagens : 10
Data de inscrição : 26/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas – Região Central

Mensagem  Admin em Ter Set 16, 2014 11:25 am

- Novo dia -
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 186
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário http://rageacross.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ruas ― Região Central

Mensagem  Dave Brown em Sex Set 19, 2014 8:12 pm

Interações com a Narração.
Em Hominídeo.

A luz já entrava a tempos dentro do quartinho alugado, problema rapidamente solucionado por Dave ao colocar o travesseiro sobre a sua face. Havia chegado tarde da noite, queria se recompor da viagem, mas também estava ansioso para conhecer a cidade, a Seita.

-
Tudo bem! Tudo bem! Eu vou me levantar, Hélios, sem problemas.

O Theurge falava, retirando o travesseiro de seu rosto para encarar o impactante astro que reluzia aos poucos em sua janela. O celular acusava que já se passavam das seis horas e que havia uma mensagem na caixa de texto. Assim, relutantemente, o Garou se coloca de pé, espreguiçando-se enquanto dava os primeiros passos ao banheiro. Ele lia a mensagem durante o rapidíssimo percurso, aliviado por receber alguma resposta de um irmão de Tribo. Não estava realmente sozinho, enfim.

Depois de um banho demorado, o filho do Cervo veste uma muda de roupas novas arrancadas de sua mochila, arrumando suas coisas logo em seguida. Estava pronto para partir, pelo menos até o bar, onde esperaria Aron. Com tudo pronto, ele chega até o recinto da noite passado, sentando no balcão. Estava morrendo de fome e um café da manhã seria muito bom.
________________________________________________________________________________________________________
.
avatar
Dave Brown

Mensagens : 10
Data de inscrição : 26/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Dave

Mensagem  Admin em Dom Out 19, 2014 4:06 pm

Assim que chega ao bar, Dave coloca os olhos sobre um cara alto, ruivo. Estava vestido de maneira um tanto largada. Antes de falar com Dave, ele deu um grande gole em sua garrafa d’água

- Cuidado com os corvos, mate! Eles não são tão honestos quanto parecem! Agora, bora lá. Não podemos perder tempo aqui.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 186
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário http://rageacross.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ruas ― Região Central [BAR-HOSPEDARIA]

Mensagem  Dave Brown em Dom Out 19, 2014 4:14 pm

Interações com a Narração.
Em Hominídeo.

Assim que chega nos aposentos do bar, Dave dá de cara com um cara alto e ruivo. Aquilo realmente estava sendo até fácil demais. Se o cara não fosse um dos seus, o Theurge se bandearia para o lado da Corruptora. Felizmente, o homem comprova mais ainda as percepções do Fianna quando comenta sobre o espírito-corvo que esse havia enviado. O jovem sorri para ele.

-
Tô sabendo, mas foi o primeiro auxílio que me veio a mente. Você é o Aron?.
________________________________________________________________________________________________________
.
avatar
Dave Brown

Mensagens : 10
Data de inscrição : 26/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Dave

Mensagem  Admin em Dom Out 19, 2014 4:18 pm

- Em carne e osso! Vem comigo!

Já disse o homem. Dave não teria tempo pra tomar seu café da manhã. O ruivo parecia bem apressado em sair dali, e lá fora, era possível vê-lo entrando em uma picape de aparência um tanto velha, já abrindo a porta de carona pra Dave, enquanto liga o motor.
[b]
[/b]
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 186
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário http://rageacross.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ruas ― Região Central

Mensagem  Dave Brown em Dom Out 19, 2014 4:29 pm

Interações com a Narração.
Em Hominídeo.

Aron é direto com as palavras, atingindo em cheio o estômago vazio do pobre Cliath. Dave estava com fome, mas a pressa do irmão Tribal demonstrava que ele não teria tempo para isso. Ele abre a porta da picape para o Theurge que joga sua mochila lá dentro, fechando a porta.

-
Eu vim de moto. - diz, apontando para o local onde havia deixado o veículo. - Eu vou te seguindo de perto. Algum problema?

Dave enfatiza a última pergunta, como se tentasse arrancar alguma coisa prévia do outro Fianna. Ele estava muito apressado, talvez ali não fosse uma área segura para pessoas como eles. Isso faz o americano pensar imediatamente no gordão de trança da noite anterior. Ele não sabia exatamente o porquê, mas aquele cara havia lhe chamado a atenção.
________________________________________________________________________________________________________
.
avatar
Dave Brown

Mensagens : 10
Data de inscrição : 26/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Dave

Mensagem  Admin em Dom Out 26, 2014 8:39 pm

- Problema nenhum, mate! Mas se liga. O trânsito daqui não é de primeiro mundo não.

E então, uma vez dentro de seu carro, Aron dá partida. Dave poderia notar que aquele trânsito era caótico. Muitas buzinas, muitos gritos e xingamentos. A manhã começava agitada naquela capital do terceiro mundo.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 186
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário http://rageacross.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ruas ― Região Central

Mensagem  Dave Brown em Dom Out 26, 2014 8:46 pm

Interações com a Narração.
Em Hominídeo.

Com suas coisas no carro, Dave segue até a motocicleta que lhe tinha sido uma grande companheira no seu translado. Ela trazia boas lembranças para o Fianna, lembranças de suas primeiras noites como Filhote, seu Ritual de Passagem, as descobertas que teve sobre seus pais. Era um dos últimos resquícios de seu lar em Nova Orleans. E é nele que o Garou parte, seguindo Aron de perto.

O trânsito era realmente uma bagunça, sem dúvidas. Os sons e cheiros incomodavam bastante o Theurge, mesmo com o abafamento do capacete. Aquilo tinha cheiro da Wyrm para todos os lados! Era lastimável. O progresso humano consumia a Wyld e a Ciudad do México era a prova concreta disso. Dave só esperava que chegassem logo ao destino.
________________________________________________________________________________________________________
.
avatar
Dave Brown

Mensagens : 10
Data de inscrição : 26/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Dave

Mensagem  Admin em Sex Out 31, 2014 11:13 am

Apesar de caótico, o trânsito era rápido. Com Aron na frente, usando sua caminhonete como um escudo, ou um navio “quebra-gelo”, mantinha para Dave um caminho seguro para seguir. Com o passar dos minutos, o número de prédios começa a diminuir, até que os arranha céus abandonam completamente a paisagem, dando lugar a um bairro de prédios pequenos, de no máximo 5 andares, e comércios pequenos, simples. Pichações de todos os tipos eram vistas nas paredes.

Continue na Região Sudeste!

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 186
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário http://rageacross.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas – Região Central

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 8 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum