Divisa do Caern – Seita das Águas Serpentinas

Página 10 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10

Ir em baixo

Narração - Calixto

Mensagem  Narração em Sab Mar 23, 2013 12:42 pm

Julian caiu na gargalhada, chegando até mesmo a curvar um pouco seu corpo, com uma mão na barriga, cambaleando um pouco em seu andar. Quando se levantou direito, passou uma mão pelos olhos, meio avermelhados.

- Mais ou menos... Também mudamos quando estamos putos, mas também podemos mudar quando quisermos. Logo vai acabar sacando!

E dali, já podiam ouvir uma queda d’agua. E também ver, observando que pessoas chegavam de todos os lados. Alguns lobos também seguiam para lá, e até mesmo estranhas criaturas, enormes, os espíritos lobo que Calixto havia visto.

----

Continue no CORAÇÃO DO CAERN
avatar
Narração

Mensagens : 317
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Khloe - Narração

Mensagem  Khloe Lykainion em Ter Abr 01, 2014 12:06 pm


Após tantos meses, Khloe retornava ao Caern.

As coisas haviam mudado muito nestes meses, já compreendia um pouco melhor sua natureza Garou. Era uma Fúria Negra, embora ainda se sentisse nada além de uma pequena filhote, tendo as primeiras noções do mundo que lhe cercava. Aliás, estranho, estranho mundo. Às vezes pensava que ainda estava vivendo um longo e incompreensível pesadelo sem fim.

Se pudesse, nunca teria encontrado a carta da mãe e nunca teria viajado para o México. Não era que rejeitasse o que era, mas que talvez, no fundo, ainda preferisse ser o que era antes, uma garota humana com uma vida normal. Não devia ser a única a sentir assim, pelo menos no início da adaptação a nova vida.

Os meses que passou sem acesso a nada do que gostava foram uma espécie de tortura, como se tivesse sido levada para o quartel e houve momentos em que achou que iria enlouquecer, mas ali estava ela, não estava? Caminhando ao lado de Helena, que fora uma espécie de mentora durante este período.

No fundo talvez fosse mais forte do que imaginava ou quem sabe, com um parafuso a menos na cabeça… junto de outro bando de loucos como ela. Agora conseguia falar com os espíritos, além de outras coisas que para qualquer ser humano normal seria surreal e um forte indício de que a pessoa em questão precisava de um psiquiatra urgente. Não consegue evitar um sorriso e fala após um longo tempo em silêncio:

– Agora, que o treinamento inicial terminou, o que nos espera aqui no Caern?

Sentia uma certa ansiedade e especialmente, sentia uma necessidade enorme de dar um bom uso a sua natureza real, a começar por eliminar da face da terra todos os vampiros que cruzasse o seu caminho, mas para isso, sabia que tinha que estar dentro das cidades, não iria encontrar vampiros presa dentro do Caern. Sim, no fundo talvez sentisse uma necessidade de se vingar dos monstros que destruíram sua mãe, não podia negar essa verdade que tentava esconder de si mesma.

Ansiava pela “liberdade mundana” que perdera, embora soubesse que fora algo necessário para o seu nascimento do seu ser Garou, embora soubesse que quando voltasse ao mundo exterior, muita coisa já teria mudado e provavelmente se perdido, entre elas Jasmim e o seu próprio emprego. Realmente a questão não era apenas o que lhe esperava no Caern, era muito mais do que isso.
avatar
Khloe Lykainion

Mensagens : 164
Data de inscrição : 14/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Khloe

Mensagem  Narração em Ter Abr 01, 2014 2:07 pm

A vida natural era cada vez mais comum à Khloe, apesar de sua necessidade por tecnologia a deixasse quase louca em alguns momentos. Precisava estar conectada, ver várias coisas ao mesmo tempo, e em lugares como aquele, estar sempre presa ao aqui e agora podia ser extremamente estressante, mesmo com todas as descobertas que a maioria das pessoas jamais sonharia em ter. Diante da pergunta, Helena a olhou, esboçando um pequeno sorriso e canto e soltando um “rum”, com a boca fechada, apenas uma pequena risada, sem perder a pose.

- Agora você é uma Fúria Negra... a vida toda é treinamento! Bem. Como uma Garou completa, agora você poderá ir e vir, se quiser. Poderá arrumar um trabalho também, e isso é com o Pablo. Depois vou falar com ele. Todo mundo que trabalha fora aqui, normalmente trabalha meio período. Só turno da manhã. Não dá pra arriscar estar sozinho no centro da cidade quando tá anoitecendo. Por isso, todo início de noite, todo mundo tem que estar em um lugar seguro, e de preferência, acompanhado... Você já viu que é forte, e tudo mais. Mas ainda sim, um bando de mosquitos ou Fomori pode acabar te derrubando. É por isso que vivemos em Matilha... Em dois ou três, não é qualquer coisa que se livra de gente.

Ela deu uma risada um pouco mais alta dessa vez. Helena gostava do estereótipo de “durona” das Fúrias Negras. E sendo uma Theurge, assim como Khloe, gostava de abraçar a metade guerreira da Tribo, e a metade espiritual, pela qual também são bem famosas.
avatar
Narração

Mensagens : 317
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Calixto - Carlos

Mensagem  Calixto em Ter Abr 01, 2014 2:38 pm

Calixto caminhava com Carlos, e disfarçava a animação que sentia revendo seu país e seus planaltos, enquanto pensava:

“5 meses desde que saí de minha pátria, e agora longe das terras gringas, o solo sob seus pés parecem mais férteis. Poderei buscar a justiça contra àquela empresa maldita. Mas ainda há as questões incumbidas ao Carlos, as mesmas que nos trouxeram tão cedo. O ancião nos enviou rapidamente...”

Olha para Carlos, que caminhava calado até então.

- Carlos, o que nos espera agora, em nossa terra?

Continuava andando ao lado do amigo, olhando-o rapidamente, como quem cobra uma resposta, sem mudar a rota de seus passos.

avatar
Calixto

Mensagens : 108
Data de inscrição : 16/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Calixto

Mensagem  Narração em Ter Abr 01, 2014 2:49 pm

Carlos era o tipo bem calado. Gelado como a taiga, apesar de estar naquela região tão quente. Duro e ríspido: um Wendigo. Isso o fazia um cara não tão popular na Seita. Não era a primeira opção quando alguém convidava pessoas para uma festa. Mas Calixto já havia ouvido falar da eficiência dele quando o assunto era arrancar tripas. Na verdade, era famoso por ser resistente – como todos de sua Tribo – , chegando a servir como isca para inimigos variados. Quando Calixto perguntou, ele deu de ombros.

- Agora começa a parte difícil, mas interessante: matar quem quer que seja necessário. A Cidade do México é podre. Ela se alastra como um câncer. Primeiramente, temos que impedir que esse câncer chegue a essas terras. E sempre que pudemos, vamos podando os tentáculos que saírem daquele solo negro. Vamos proteger esse Caern até o último dos dias. E então, morreremos todos. Mas até lá, temos muito sangue a derramar.

Ele esboçou um pequeno sorriso. Era um sujeito um tanto trágico, até mesmo pessimista em relação à vida. Ao contrário de muitos, havia aceitado o destino de um Garou: lutar, e então morrer da forma mais gloriosa possível.

O clima estava quente, algo que poderia incomodar um Wendigo, acostumado, feito pra viver em terras geladas. Mas Calixto logo se acostumaria, como Carlos já estava acostumado.

- Não espere tanta festa hoje, como aconteceu da outra vez.

avatar
Narração

Mensagens : 317
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Khloe - Narração

Mensagem  Khloe Lykainion em Ter Abr 01, 2014 4:54 pm

Khloe ouve tudo o que Helena diz e a perspectiva de voltar a ter um pouco da vida que estava habituada a ter, lhe agradava imensamente, entretanto aquela questão de viver em “matilhas” ainda era diferente para ela, que apreciava ter seu próprio espaço, seu tempo de solidão, mas era algo com o qual teria que aprender a conviver, pois parecia que sua vida seria sempre assim de agora por diante.

Ela responde:

– É, sinto falta de trabalho… de mexer com aquilo que eu gosto. Mas talvez eu possa ter um pequeno negócio, um home office, fazer uns trabalhos free-lancers, você sabe, computadores são comigo…Vamos ver se o Pablo me descola algo porque não dá pra viver de rendimentos pra sempre…

E então questiona:

– Eu vou ser parte da sua matilha? Porque… eu já me acostumei com você, gosto de você. Na verdade, você sabe que eu não sou lá muito comunicativa, gosto de ficar na minha, e não tenho muita paciência para certas coisas…

Khloe podia ser tímida, mas como já conhecia Helena há algum tempo, tinha mais facilidade de comunicação com ela. Geralmente era assim, levava um tempo maior para se adaptar as pessoas, mas depois que se acostumava, a comunicação fluía melhor pois já se sentia mais confortável, considerava a Fúria que caminhava ao seu lado, uma amiga.

avatar
Khloe Lykainion

Mensagens : 164
Data de inscrição : 14/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Khloe

Mensagem  Narração em Qua Abr 02, 2014 11:12 am

- É, pensando bem, é até fácil pra você, essa coisa de trabalhar em horários alternativos, já que entende de computadores e tal. Vou falar com ele hoje, pode ter certeza! Acho que ele tá aqui, já que tá marcado pra todo mundo voltar.

Helena respondeu de prontidão. Parecia bem disposta em ajudar. Na verdade, todos pareciam. Ou eram realmente pessoas muito legais, ou aquilo era simplesmente estranho e louco de mais. Quando questionada sobre a Matilha, Helena coçou a cabeça, parecendo pensativa.

- Bem, eu ainda não tenho uma Matilha fixa. Acho que vão arrumar umas Matilhas provisórias. As coisas têm andado estranhas na cidade e nos arredores, na Umbra... tá tudo muito estranho. Mas não tem como eu te falar, porque eu não estava aqui. Aí a gente vê, se vão nos colocar juntas. Mas não sei bem. Acho que vão te colocar com alguém que tenha posto mais elevado que o meu.

O caminho agora era bem mais fácil que da primeira vez, ou talvez, fosse apenas Khloe, agora acostumada a fazer as coisas com as próprias pernas, ao invés da vida urbana e artificial que possuía.
avatar
Narração

Mensagens : 317
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Khloe - Narração

Mensagem  Khloe Lykainion em Qua Abr 02, 2014 2:14 pm

Enquanto caminhava ao lado de Helena, percebia que aquela caminhada era muito mais simples do que da primeira que a fizera, a 5 meses atrás, ao lado de Rico e dos outros. Ela pensa no que Helena diz, e então responde:

– E como funcionará isso? Tipo, todos aqueles que foram apresentados comigo naquele dia irão fazer parte da mesma matilha? Você sabe se neste período houveram outros que passaram pela primeira transformação?

Então inspira fundo o ar. Era bom sentir toda aquela natureza ao seu redor, aliás, era bom estar no meio de toda aquela natureza, ser parte dela. Começava a sentir vontade de assumir sua forma lupina e começar uma corrida com Helena.

avatar
Khloe Lykainion

Mensagens : 164
Data de inscrição : 14/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Calixto - Narração

Mensagem  Calixto em Qua Abr 02, 2014 2:20 pm



Calixto ouve atentamente o que Carlos vai falando.

- Festas são desnecessárias... prefiro o tipo de festa em que eviscero a Wyrn. E sabendo que é para esse tipo de festa que estamos indo, bom, mal posso esperar.

Estampa um leve sorriso no rosto.
Há 5 meses que afastou-se de tudo que conhecia, seus amigos e sua antiga realidade. Com essa volta, espera rever seus entes queridos, e que ainda estejam todos à salvo...

Pisa forte no solo seco, gostava de andar descalço sobre as areias que enterraram seus ancestrais. Sabe que as aprovações que estão por vir serão terríveis, mas nunca teve tanta confiança em si mesmo como instrumento dos espíritos como tem agora, e isso lhe era muito reconfortante.

Estrala os dedos cerrando as mãos com força.
avatar
Calixto

Mensagens : 108
Data de inscrição : 16/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Khloe

Mensagem  Narração em Qua Abr 02, 2014 3:17 pm

- Isso a gente tem que ver. Com essas notícias estranhas que andam rolando por aí, capaz de fazerem umas duas ou três matilhas provisórias. E se alguém mudou nessa região, não sei. Mas acho que devem ter chegado alguns de longe, sim. É normal, principalmente em um caern grande como esse.

Helena disse bem atenciosa e paciente. Ela mesma não sabia de tudo o que estava acontecendo. Não demorou até Khloe e ela poderem ouvir um galho quebrando. Helena para imediatamente. Talvez o uivo de anunciação não tivesse sido ouvido, ou qualquer coisa do tipo. Uns dois segundos de suspense, e um sujeito sai de trás de umas árvores. Era um sujeito alto, bem pálido. Os cabelos pareciam uma mistura entre loiro e ruivo. Possuía algumas tatuagens visíveis, principalmente no pescoço. As roupas que usava eram bem simples e surradas. O sujeito disse animado.

- Finalmente de volta, Helena! Já tava pensando que ia montar a barraca lá longe mesmo!

Helena apenas ri um pouco e dá de ombros, como se concordasse. O homem então olha pra Khloe.

- Então ela cresceu... E voltaram em boa hora. A coisa tá feia na cidade. Semana passada tive que passar uns Fomori e um Dançarino na fronteira. Tive até que ser purificado depois, de tão podres que eram os bichos. Ah, a propósito: sou Gavin! Ou Ruge-Com-Ardor, como merecidamente me chamam por aí.
avatar
Narração

Mensagens : 317
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Calixto

Mensagem  Narração em Qua Abr 02, 2014 3:21 pm

- Esse é o espírito! E pelo que me falaram, terá muito pra matar. Talvez alguém fale disso pra gente com mais detalhes. Agora, aguenta aí, vou ali pegar uma carne, que to morrendo de fome. Se quiser, pode vir também.

Disse Carlos, caminhando na direção de uma daquelas cabanas de madeira. Quando entrou lá, já começou a pegar aquela carne seca e um pouco de pão, comendo e empurrando aquela refeição seca com água pura. Antes que pudesse seguí-lo, Calixto poderia ver uma loba saindo da moita, parecia farejar o ar. E da moita, que aprecia ter sido escavada, era possível ouvir uns barulhos agudos, provavelmente filhotes. Era uma loba mexicana, bem menor que os lobos cinzentos dos EUA e Canadá. A loba olhou Calixto com desconfianças, parecendo indecisa entre ir atrás do cheiro, e proteger os filhotes.
avatar
Narração

Mensagens : 317
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Khloe - Narração

Mensagem  Khloe Lykainion em Sex Abr 04, 2014 4:28 pm

Então são surpreendidas pela chegada de um outro Garou que já conhecia Helena e estava satisfeito com o retorno dela. Ele então fala como andavam as coisas por lá, e ao ouvir sobre os malditos da Wyrm que passaram por lá, Khloe sente seus pêlos se eriçarem. Do que havia aprendido, sabia do perigo que estas criaturas representavam. Ele então se apresentam e a Cliath responde:

– Oi… eu sou a Khloe… hã… Sombra Silenciosa… da tribo das Fúrias Negras.

Além da timidez natural, ainda se sentia um tanto quanto insegura dentro daquela “sociedade”. O nome Garou, espécie de nickname que usavam entre si, ainda soava um pouco estranho aos seus ouvidos. Enfim, sentia-se como um bebê que recém havia aprendido a dar os primeiros passos e sabia que, inevitavelmente, ainda iria tropeçar e cair no chão, vez ou outra. Seria isso natural em todos os novos Garou? Queria reencontrar os outros e descobrir. Lembra-se então de Maya, tinha simpatizado com ela e esperava que ela também estivesse de volta.

Olha rapidamente para Helena. Era a primeira vez que se apresentava daquela forma para um Garou de outra tribo e esperava não ter cometido nenhum deslize.

avatar
Khloe Lykainion

Mensagens : 164
Data de inscrição : 14/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Khloe

Mensagem  Narração em Sab Abr 05, 2014 11:22 am

- Sombra silenciosa, hm?

E então o homem flexionou um pouco as pernas e ergueu os braços, abrindo-os um pouco com a mão espalmada, fazendo um arco, algo assim. Olhando para o alto, disse em um tom brincalhão.

- As sombras silenciosas... sorrateiramente trazem a morte para os inimigos de Gaia, sorrateiramente vagam por esse mundo moribundo, sorrateiramente...

E então ele olha para as duas, fazendo uma pequena cara de surpresa. E então finalizar.

- Trazem a cura para esse mundo!

Ele riu um pouco, e então, cruzou os braços. Helena acena negativamente, colocando a mão na testa, já dizendo em um tom enfadonho.

[Helena] – Ela é nova de mais pra ficar ouvindo suas besteiras...
[Gavin] – Besteiras??! Minha poesia vem do fundo de alma! Vem dos antigos salões, dos espíritos dos meus ancestrais nas velhas terras de Eirie!
[Helena] – Tá bom, eu já sei disso... Mas ainda sim, você tem que melhorar sua poesia!
[Gavin] – Me... melhorar minha poesia?

O ruivo fez uma cara de surpresa, chegando a ficar boquiaberto. E então, acenou negativamente com a cabeça, olhando para Khloe.

[Gavin] – Cuidado pra não ficar mal humorada assim! E quando perceber que tá ficando, procure os Fianna! Agora, vocês duas, me acompanhem. Todos os novatos voltaram hoje, e precisam dar uma palavrinha com o Papa Alain.

E então ele se virou, caminhando por ali, Helena começou a acompanhá-lo.

avatar
Narração

Mensagens : 317
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Khloe - Narração

Mensagem  Khloe Lykainion em Ter Abr 08, 2014 7:24 am

Khloe fica surpresa com pequena “declamação” do Garou, relativamente ao nome Garou que ela havia recebido. Então um curioso diálogo se inicia entre Helena e Gavin, mas logo tudo é esclarecido, ele era um Fianna, e, pelo que ouvira de irmãs de tribo a respeito dos Fianna, eles sabiam ser tipos exóticos que adoravam uma bebedeira e jogar conversa fora, se não estava enganada.

Ela apenas sorri para Gavin e com o papo encerrado, continuam a caminhar, desta vez, seguindo o Fianna que iria leva-las para falar com Papa Alain. Os outros novatos estavam lá, portanto, iria reencontrar Maya, provavelmente.
avatar
Khloe Lykainion

Mensagens : 164
Data de inscrição : 14/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Khloe

Mensagem  Narração em Ter Abr 08, 2014 11:11 am

Gavin seguiu liderando o caminho, a passos rápidos. Ali Khloe poderia rever aquela paisagem de meses atrás. Alguns pequenos córregos precisam ser atravessados, ou pulados, e em pouco mais de 20 minutos de caminhada, o trio pode ver uma carcaça de cabra no chão, quase toda comida. E perto dela estava um lobo mexicano, deitado, parecendo estar completamente estufado de tanto comer, tanto que ele nem se importa em expulsar os possíveis ladrões de carne. Gavin diz satisfeito.

- Os últimos meses foram muito bons pros lobos. Tivemos muitas ninhadas! Vamos torcer que alguns deles sejam Garou. Precisamos de mais Lupinos...
avatar
Narração

Mensagens : 317
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Khloe - Narração

Mensagem  Khloe Lykainion em Ter Abr 08, 2014 7:28 pm


Seguiam por um caminho já conhecido, passando por córregos que não eram nenhum grande desafio, até que encontram o que antes tinha sido uma cabra. Khloe não pode evitar olhar para outro lado. Ok, ela era uma Garou, e ainda iria ver muitas coisas que lhe embrulhariam o estômago, mas não se esquecia anos de vida e de comportamento em apenas alguns meses. O lobo que devorara a pobre cabra, não parecia nem conseguir se mover, tão cheio estava e então Gavin comenta sobre as ninhadas de novos lobinhos que já estavam por aí.

A Theurge não tinha nada contra os lupinos, e sabia que eles passavam pela primeira transformação bem mais rápido do que um hominídeo, e por isso, eram um reforço muito bem apreciados no campo de batalha. Do que aprendera, os Garous eram poucos e perdiam cada vez espaço e força para a Wyrm. Realmente não podiam se dar ao luxo de depender apenas dos hominídeos e então comenta, mais para ela mesma do que para os outros, mas em um tom de voz que os outros poderiam ouvir:

– Sim, todas as garras que pudermos usar para combater a Wyrm são abençoadas por Gaia…

avatar
Khloe Lykainion

Mensagens : 164
Data de inscrição : 14/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Khloe

Mensagem  Narração em Qua Abr 09, 2014 2:51 pm

- Mais do que garras.

Diz Gavin, inspirando fundo.

- Os Lupinos têm uma ligação com Gaia que jamais vamos entender. A Gnose deles é forte naturalmente. São os melhores pra lidar com espíritos por isso, e também. Bem... muitos espíritos aprenderam a ver a figura humana com péssimos olhos, principalmente espíritos vegetais e animais. É complicado...

Ele riu um pouco. De longe, já era possível ver pequenas casas, porém, não eram os barraquinhos de madeira que eram espalhados por aquela região. Era realmente casas, mesmo que pequenas.
avatar
Narração

Mensagens : 317
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Khloe - Narração

Mensagem  Khloe Lykainion em Qua Abr 09, 2014 6:49 pm

Khloe ouve o que o Fianna diz, prestando atenção no que ele falava sobre os Lupinos, mas não diz mais nada e quando avista as casas, e não as cabanas que tinha visitado da primeira vez, fica curiosa. Casas deveriam ter mais recursos, talvez energia elétrica? Hum… não, improvável. Enfim, não valia a pena se animar, o lance era continuar a caminhada e chegar ao destino que lhes cabia.

“Mas a gente podia ter vindo na forma Lupina, teria sido mais divertido.” – pensava a Fúria Negra.

avatar
Khloe Lykainion

Mensagens : 164
Data de inscrição : 14/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Khloe

Mensagem  Narração em Qui Abr 10, 2014 10:47 am

O grupo continuou por algumas dezenas de metros, até entrarem naquela região. Era uma área de clareira, com grama. As casas pareciam fazer um U quadrado, e uma delas, enorme e de madeira, mostrava-se um pouco separada das outras. Gavin foi entrando primeiro, aproximando-se da primeira casa, das pequenas. Quando chegou lá, falou algumas coisas que Khloe não pôde ouvir bem o bastante pra distinguir, e então saiu, chamando as duas com a mão

- Khloe, pode vir, ele tá pronto pra te receber.

Helena então aproxima-se de Khloe, dando um abraço apertado nela. Khloe poderia sentir a intenção fraterna na irmã de Tribo, que logo se afastou.

- Boa sorte, querida.


Continue no tópico ÁREA DE CONVIVÊNCIA

avatar
Narração

Mensagens : 317
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Calixto - Narração

Mensagem  Calixto em Sex Abr 18, 2014 8:41 am

Calixto olha para a loba e diz:

- Olá pequena, está com fome? Espere um pouco...

Segue até a cabana cumprimenta quem estiver por lá com um aceno de cabeça, pega um bom pedaço de carne e leva até a loba, jogando-o a ela. Então volta para a caba, precisava comer um pouco também.
avatar
Calixto

Mensagens : 108
Data de inscrição : 16/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Calixto

Mensagem  Narração em Dom Abr 20, 2014 1:58 pm

A loba, a princípio, desconfiou, esperando Calixto voltar, pra então comer um pedaço e levar o resto pra moita, coisa que Calixto podia ver antes de entrar.
Lá dentro, Carlos comia daquela carne seca, que tirava de alguns sacos que estavam ali, e pão. Apesar de bem simples, a comida ali era extremamente abundante. Além de comer, ele bebia de uma garrafa de café. Ele puxou um banco pra Calixto.

- É incrível. Há anos essa carne nunca muda. Cabra seca! Não devem restar mais cabras no México

Ele ri um pouco, tomando um gole de café.

- Engole algo aí, rápido, que já estamos quase atrasados pra falar com o Papa Alain. Pensando melhor, é bom irmos em forma lupina. Assim cobrimos o triplo do terreno em menos da metade do tempo.

avatar
Narração

Mensagens : 317
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Calixto - Narração

Mensagem  Calixto em Seg Abr 21, 2014 7:15 pm

Calixto senta no banco puxado pelo amigo, pega carne e pão e começa a rasgá-los sem cerimonias. Ouve o que Carlos lhe diz, e aceita o que é dito com um meneio de cabeça. E ri da piada com lábios fechados. E sobre saírem como lupino, responde.

- Bem, se você está dizendo, não tenho objeções... e acho que podemos até fazer uma corrida para ver quem faz o trajeto em primeiro. O que acha?
avatar
Calixto

Mensagens : 108
Data de inscrição : 16/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Calixto

Mensagem  Narração em Ter Abr 22, 2014 12:43 pm

- Você ainda não aprendeu o ritual de dedicação ao talismã, né? Se não, tire suas roupas aí e se transforme, pra não rasgar nada. Vou te esperar lá fora.

E então Carlos sai daquela cabana, limpando a boca com as costas da mão mesmo, deixando Calixto com alguma privacidade. Pela porta mesmo, Calixto podia ver Carlos se transformar em um lobo cinzento, de pelagem de um tanto escura, com as roupas sumindo com ele. Era clara a diferença entre os lobos do norte, e os lobos dali.
avatar
Narração

Mensagens : 317
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Calixto - Narração

Mensagem  Calixto em Qui Abr 24, 2014 2:05 pm

Calixto ouve Carlos e confirma a ignorÂncia e vai tirando a jaqueta e a calça jeans enquanto o amigo saía (eram suas duas únicas peças de roupa, nem cueca usava). Enrola os dois como um tubo e se transforma em um enorme lobo branco acinzentado. Morde as roupas com a boca para levá-las consigo e vai atrás do irmão de tribo, parando ao seu lado.

- Vamos?
avatar
Calixto

Mensagens : 108
Data de inscrição : 16/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Calixto

Mensagem  Narração em Sex Abr 25, 2014 10:46 pm

Carlos apenas assentiu, e então começou a correr. Uma corrida vigorosa, não um simples trote. Uma velocidade que humanos dificilmente alcançariam, e sobretudo, resistiriam por muito tempo. Mas lobos, especialmente Garou, poderiam aguentar. Calixto é forte e resistente, e levariam umas boas horas de corrida até que ele começasse a se cansar.
Não demorou mais que alguns minutos,a te finalmente se depararem com algumas casas. Um lugar por onde Calixto já passou: a área de convivência. E é pra lá que Carlos seguia, entrando primeiro anquele quadrado formado por pequenas casas.

Continue em ÁREA DE CONVIVÊNCIA
avatar
Narração

Mensagens : 317
Data de inscrição : 12/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Divisa do Caern – Seita das Águas Serpentinas

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 10 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum